Dificuldade na aquisição de matéria prima fez com que frigoríficos elevassem pagamento pela arroba


Mercado calmo, com poucos negócios na última segunda-feira, 3 de dezembro, porém, a cotação da arroba do boi gordo subiu em sete praças pecuárias. A pouca oferta de boiadas pressionou as cotações onde as indústrias não conseguiram alongar as escalas de abate na semana passada.

Este foi o caso das regiões Norte de Minas Gerais e de Belo Horizonte-MG. Nesta última, a alta foi de 0,3% e as escalas de abate atendem, em média, três dias, o que abriu espaço para negócios acima da referência.

Em Rondônia a valorização foi de R$ 1/@. A dificuldade em adquirir matéria-prima vem desde novembro. A arroba subiu 1,5% desde o início do último mês.

No mercado atacadista a maior demanda de início de mês pressionou positivamente as cotações da carne com osso. O boi casado de animais castrados ficou cotado em R$9,97/kg, alta de 0,5% na comparação diária.

Fonte: Scot Consultoria

Comentários

Veja também

VetBR promove palestra sobre Comportamento Animal em Belo Horizonte

VetBR promove palestra: O uso do Adaptil e o bem estar canino

Como os animais de estimação podem fazer parte da ceia de Natal